Dízimo


Duro de matar 5.0

Eu acordando cedo



  Mesmo com ajuda, nunca foi fácil...

Imortais - capitulo 1 - O acordo

  Caso não tenha lido o prólogo, clique aqui.

 Primeiro capitulo deste conto de minha autoria. A estrutura da narração se passa em primeira pessoa, ou seja, conta aquilo que o personagem principal estará vendo. E a história irá abordar o ponto de vista de dois personagens. Para facilitar, vou colocar o nome do personagem abordado no inicio do capitulo. Boa leitura, e comentem.

                                      Alan 



Costumávamos ser uma família. Não era tudo perfeito, mas éramos felizes. Meu irmão, Marcos, 27 anos, após perder sua esposa, passou a morar junto com meu pai, Lúcio, 45, e a ajuda-lo com suas pesquisas. Meu pai escrevia para uma revista de assuntos paranormais, e para tanto, pesquisava os mais estranhos assuntos, que iam desde ufos, até demônios, coisas das quais eu nunca dei muito crédito.
  Lembro-me de uma que havia me despertado um interesse em particular. O título era: “Andrioss, os seres imortais”. Nela meu pai dizia que em nossa sociedade, desde os tempos antigos, vivia de modo secreto, um grupo de pessoas cujo corpo não envelhece, e não pode ser destruídos. Chamavam- se Andrioss, e eram tidos como imortais. A crença prega que eles vinham atravessando gerações, sendo hoje os seres mais fortes, tanto em conhecimento, como em recursos, de nosso mundo.
   Os Andrioss formavam uma sociedade. Os Téleios, que ostentavam este símbolo, λ, vermelho sobre o fundo negro. Os Téleios seriam uma sociedade que manipularia o mundo. E eles possuíam um plano para as grandes massas.
  Obviamente que não havia provas. Tais histórias nunca havia provas. Quando falei com meu pai sobre a matéria, ele apenas riu. “Se os Téleios tem um plano para as grandes massas, espero que não tenha fila no dia.” Meu pai não era mais crente do que eu. Apenas minha noiva, Alessandra, dizia que eu não devia rir do desconhecido. Ela sempre dizia que se deve “respeitar aquilo que não conhecemos.” Mas eu sempre ria dela também.
   Mas agora já não posso mais rir. Estão todos mortos. E eu falo com um mensageiro da morte!

   Chamo-me Alan, tenho 21 anos, e ia me casar em alguns meses. Mas algo estranho aconteceu, e de repente, me vi sozinho neste mundo. Já fazia um mês e meio desde que todos haviam morrido. Nos primeiros dias, me limitei a beber. Esperava que, de alguma forma, a bebida apagasse minha memória.
Não resolveu.
Depois veio a aceitação. Tentei seguir em frente.
  Mas, após ir mais afundo nas pesquisas, descobri que meu pai não era tão incrédulo quanto se mostrava ser. Ele acreditava! Havia várias anotações, várias observações, rituais, e sempre marcações de “importante” ou “tome nota”. O que ele estaria procurando?
  Havia uma pesquisa sobre a morte. Havia fotos de possíveis aparições da entidade, os sinais que a precediam, e de pessoas marcadas por ela. Nesta pesquisa também havia citação dos Andrioss. Dizia que a morte honraria a pessoa que matasse um Andrioss, e lhe atenderia um pedido...
  Nesta pesquisa havia instruções de como falar com a morte. Era arriscado.
  Agora compreendo que as aparições, as fotos, não eram da morte. Eram de um Eliezer. A pesquisa de meu pai se mostrava verídica, bem na minha frente.
   Ele exalava um cheiro de podridão e doença. Seu rosto esquelético às vezes ocultava-se no capuz.
  Após ouvir minha proposta, o Eliezer se mostrou mais incrédulo do que eu esperava. Após um silencio que devia ter durado um bom par de minutos, ele finalmente fez sua voz demoníaca soar, de forma alta e clara:
  — Muito bem, se você se julga capaz de matar algo que se diz imortal, não vou impedi-lo. Sim, esta oferta é válida. A morte reviveria alguém em troca da alma de um Andrioss.
— C-certo. Então...
— Porém... Você não quer uma pessoa, quer? Você quer três! Para reviver os três, apenas três Andrioss serão aceitos!
— O quê? — As coisas não corriam bem, sabia onde encontrar apenas um Andrioss, mas três iam além de minhas capacidades — Não, três não serão possíveis, eu...
— Então — ele me interrompeu com a voz trovejando — terá que escolher qual dos três irá querer reviver!!
— Escolher? Eu não posso...
— Não me importa! Alma por alma, este é o acordo! A cada Andrioss que você matar, poderá escolher uma pessoa!!
  Não tinha argumentos.  O que poderia dizer contra ele?  Ele poderia simplesmente ir embora, e não reviver ninguém.
— Terá as almas devolvidas — disse ele, se levantando — assim que eu tiver minhas almas. Não precisamos selar nenhum acordo, assim, se você desistir, não ficará em débito com a morte. Não precisa me procurar, eu o encontro quando se fizer necessário.
— Que provas terei de que cumprirá o que promete?
— O quê? — de alguma forma, aquela pergunta o irritou— Acha que somos o que? Humanos? Não mentimos, e ao contrário de vocês, nossa palavra tem algum valor! 
  O Eliezer praguejou, depois começou a caminhar, ainda mais ao fundo do cemitério, até não ter sido mais possível vê-lo.
  Três? Em suas pesquisas, meu pai encontrara apenas um Andrioss. E não havia provas de que ele era mesmo um Andrioss.
  Era um homem influente. Oficialmente era dono de uma grande rede de automóveis, embora houvesse suspeita de envolvimento com a máfia Italiana, além de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro, extorsão, entre outras coisas. Já haviam prendido ele uma vez, na França, mas ele conseguiu a liberdade, por falta de provas. Seu nome era Ricchard Krastan, era um homem peculiar. Aparentava ter uns 29 anos, era alto, tinha um físico bom, e várias tatuagens pelo corpo. Seu cabelo era um moicano baixo, tinha vários brincos nas orelhas, dois piercings na sobrancelha esquerda, e um do mesmo lado do lábio inferior de sua boca. Mas o mais incomum nele aram seus olhos.  Suas pupilas eram contraídas, e de um negro muito escuro, ao passo que sua íris era branca. Olhos assustadores. Olhos que pareciam ser capazes de esquadrinhar até mesmo as almas das pessoas.
  Olhos de um Imortal.






Trollando Death Note


Tutorial de como lavar a roupa

 Tem uma hora na vida que precisamos começar a fazer as coisas sozinhos e uma delas é lavar a roupa. E AGORA!

 Como nunca lavei roupa sozinho na vida, fui atrás de uma ajudinha do nosso querido YouTube. E adivinha o que eu encontrei... Um TUTORIAL!

 Lavar a roupa é uma comédia.

Memes na vida real

 Como seria as expressões dos Memes em nosso dia-a-dia.

Inacreditável


Lançamentos terror

  Dois lançamentos, cujo trailer achei bem interessante:

  A Entidade









    O primeiro, trata-se de A Entidade, filme com previsão para 12 de outubro deste ano.Pedaços de vídeos ajudam um romancista a desvendar como e porque uma família foi assassinada em sua nova casa, mas as descobertas colocam em perigo sua família.



  A Possessão






  E o segundo é uma indicação do Musashi( ele só indica, posta que é bom, nada!), A Possessão, que estreia dia 02 de novembro,baseado em fatos reais, a história acompanha a mãe de uma menina que, depois de comprar uma misteriosa caixa de madeira em um brechó, torna-se alvo de um espírito maligno chamado Dibbuk


Galinha zumbi


Top 10 pesadelos dos motoristas

  Tava dando uma fuçada lá no Icocioso, e achei uma lista interessante: um top 10 das maiores adversidades em ser dono de um carro, confiram:


                                          Os poderosos ladrões que fazem seu carro sumir....


                                                 Ter um avião disputando espaço


                                                 Perder espaço para caminhões e Ônibus

  Gostou? Quer ver a lista completa? Então clique aqui


  Quer rir mais? Então é só clicar na foto abaixo! CLICA QUE EU TO MANDANDO!!!!


Niuê, um exemplo de país


Comic Con San Diego

  Vídeos feitos na  Comic Con San Diego, como diz o título, trata- se de um evento, um dos maiores eventos, e a galera fez uma belíssima montagem, com belíssimos cosplays, confiram:








The Dark Knight Trilogy

Uma homenagem a trilogia de Batman, vídeo épico:


Novo trailer de Hobbit

  O épico que tem data prevista para 14 de dezembro de 2012, teve mais um trailer liberado, e o que dizer deste trailer? Fantástico:


Amv: Gold Saint

   Yo! Como é costumeiro de minha parte deixo um amv, o Gilgamesh disse para mim postar outra coisa que não fosse amvs, mas quem liga para o que ele fala? O amv fala sobre os orgulhosos e poderosos cavaleiros de ouro, responsáveis por proteger Atena, os cavaleiros do Lost Canvas, muito bom, confiram:


 

Minha boa memória, Batman e novos animes

  Hoje eu consegui uma grande proeza: sai de casa para ir no Poupatempo, e esqueci metade dos documentos que tinha que levar!! Incrivelmente eu só me lembrei deles na porta do lugar! Já que estamos falando daquele lugar, o coisa chata, aquelas malditas pessoas que ficam na porta do lugar, gritando: "FOTO!!FOTO!!VAI QUERE UMA FOTO? FOTO!!" e tipo, elas não deixam você passar, simplesmente  querem te obrigar a tirar a foto!!!
  Bom, infelizmente eu só perdi meu tempo hoje, mas minha memória é assim mesmo, sempre me deixando na mão... mudando de assunto, tá quase chegando a hora de trocar a temporada de animes, alguns já começaram a acabar( nossa! que porra eu acabei de escrever?), como o Hyouka, e logo teremos algumas estréias, vejam esta lista dos animes da nova temporada: http://minnasuki.com.
  Pra encerrar, um trailer do Batman, bem diferente:


Holy, a paladina chega em Grand Chase

Holy Serenity
Holy por prefild e ice crystal.png 
Informações Básicas
RaçaHumana
GêneroFeminino
Informações Pessoais
Continente NatalVermécia
AfiliaçõesGrand Chase • Ordem dos Paladinos da Luz
Classes
Paladina
Armas
Martelo
Dublador(a)
Flora Paulita 

Nome: Holy Serenity
Idade: 16 anos
Origem: Vermécia

Desde que o lacre dos portais entre Ernas e Elyos foram rompidos por Astaroth, as Tribos Demoníacas retomaram seu ataque, espalhando o Caos pelo mundo dos mortais. Das ruínas do esquecido reino de Calnat até Vermécia, vários portais já foram avistados. Nem mesmo pequenas ilhas afastadas escaparam impunes do ataque. Este foi o caso do pequeno Reino da Luz, localizado numa ilha não muito longe do continente de Vermécia.

Entretanto, se os monstros pensaram que ali, longe dos Magos Violetas e dos Cavaleiros Vermelhos eles encontrariam presas fáceis, estavam enganados! Sob o comando do piedoso Papa Constantino (conhecido em sua juventude como o “Caçador de Demônios”), a Ordem dos Paladinos do Castelo da Luz, a elite eclesiástica da ilha, se ergueu para por fim à invasão! E entre os membros da Ordem encontra-se Holy, a Paladina!

Holy pode ser liberada apenas comprando o Teste por 500 Cash na loja. Não existe o teste por GP.




Imortais

    Um conto que resolvi postar aqui, é de minha autoria, leiam e comentem:


Prólogo - encontro no cemitério






Estava frio. Uma neblina começava a se estender pelo cemitério, como uma cortina, com um tom fantasmagórico. A noite era densa, e o local era mal iluminado, cooperando para criar um ambiente macabro. Árvores erguiam -se majestosas, por entre os túmulos, com galhos que mais pareciam mãos se estendendo o mais alto possível, como se pretendessem alcançar a lua. A lua cheia estava fantasmagórica, e era possível ouvir um cão uivando, um pouco longe. Haviam folhas secas durante todo o caminho, marcando meus passos, quebrando o silêncio.
  O caseiro me fitou quando passei perto de sua pequena casa. A casa estava toda apagada, e ele, do lado de fora, segurando um lampião, me olhava, com um sorriso faltando alguns dentes, ria de mim... por que será?
  A caminhada pelo cemitério foi terrível. Tinha sempre a sensação de estar sendo seguido, mas nunca via ninguém. Corujas piavam, e ao longe, podia -se ouvir uma criança chorando.Olhei para trás, e a luz do lampião acesa pelo caseiro já havia sido apagada. Ele sabia o que estava por vir. Claro que sabia, foi a ele que eu havia recorrido, para que eu pudesse acessar o cemitério, a meia noite...
  Quanto mais eu caminhava, mais frio ficava. As árvores daquela parte do cemitério estavam todas secas. Olhei para uma das covas, e por um instante achei ter visto alguém parado, ao lado dela, mas o vulto se desfez.
  Estava com medo? Começava a me perguntar se aquilo havia sido uma boa idéia... mas já não havia mais volta.
  O frio ficou mais forte, e foi então que, meio que pego de surpresa, vi, sentado entre os túmulos, aquela figura assombrosa:



























  A mão suspensa dedilhava o ar, provocando um ruído de osso batendo em osso. Apesar de ser apenas uma caveira, era visível que estava sorrindo:

- Enfim, você veio!

 Sua voz era descomunal. Uma mistura de voz humana masculina e feminina, com uma distorção demoníaca, quando ela falava, parecia haver cinco pessoas falando junto. Obriguei -me a encarar, e com toda coragem que ainda não me havia fugido, respondi:

- Sim, eu estou aqui. Você é realmente quem eu imagino que seja?

- Quem, a morte? Não garoto, eu não sou a morte. A morte não deve pisar no mundo humano, pois a cada passo que ela der neste mundo, cinco anomalias terríveis serão originadas.

- Quem é você então? Vim até aqui para falar com a morte, não com...

- HÁ! Vai querer exigir algo? Não seja arrogante, ou eu o mando pra junto de seu irmão!

- Quem é você então?

- Me chamam de Eliezer, sou um anjo negro. Vim em nome da morte!

  Em nome da morte, ele disse. Achava que deveria de servir. Também, discutir com essa entidade estava um pouco longe de meu alcance. Ainda.

- Não desperdice meu tempo garoto, diga logo o que você quer!!

  O que eu queria? O motivo pelo qual eu estava cara a cara com esse tal Eliezer, em um cemitério, a meia noite, um encontro que eu havia marcado horas antes, por um preço que me doía só de pensar?

- Quero que meu, pai, meu irmão e que Alessandra voltem a viver neste mundo!

- Quer, é? Quem está morto, morto fica! Se isso é tudo, vou embora!

- Não! Eu tenho algo a trocar pelas vidas deles!

  A figura me encarou. Senti a pior das sensações enquanto aquelas órbitas vazias me esquadrinhavam:

- Se pensa em dar sua alma em troca, fique sabendo que não será o suficiente. Três vidas você está querendo, e nós não trocamos mortos por vivos! Desista!

- Não é a mim que vou oferecer...

  Era agora. Depois de dizer aquilo, minha vida jamais seria a mesma. Aquilo mudaria tudo. Meu coração estava acelerado, eu não conseguia parar a tremedeira, ainda assim eu disse:

- Pela vida deles, eu ofereço a vida de um Imortal, os chamados Andrioss!

  O ser sorriu. Enfim começávamos a nos entender...

Fotos no AGE Campinas 2012

 Evento realizado em 16 de setembro de 2012.

 AGE, o maior evento multi-temático de Campinas e Região!

 No evento teve:

 • ATIVIDADES: Nigaoê, Quiz e Brincadeiras!
 • ARENA MEDIEVAL: Batalhas Épicas e um Torneio para ver quem é o melhor guerreiro!
 • BANDAS: Show com a banda Moonwitch
 • CONCURSOS: AMV, Animação, Cosplay, Desenho e Ilustração!
 • COSPLAY: Concurso e Desfile. 
 • ESTANDES: Muitos produtos nos mais variados estandes!
 • ESTÚDIO FOTOGRÁFICO: Tire várias fotos de seus cosplay!
 • EXPOSIÇÃO DE ARTE: Venha curtir os desenhos que a galera enviou para o evento!
 • GAMES: Torneios e Free-Play dos melhores Games!
 • LEAGUE OF LEGENDS: A edição primeira edição do AGE LoL CUP 2012!
 • RPG, BG & CCG: Mais uma vez o pessoal da SHADOW GUILD com o melhor do RPG!
 • WORKSHOPS: Desenho, Origami, Papercraft, Pintura e Shodô!
 • Palestra: Mundo Canibal

 E muito mais.

 Aqui estão algumas fotos tiradas no evento. Confira se a sua está aqui.









































































←  Anterior Proxima  → Inicio

Seguidores

Total de visualizações

Arquivos

Link-me

CronicaEx
Connection -

Parceiros

Popular Posts